Tags

, , , , , ,

granolsaA granola tem sido minha companheira nestes dez anos de hipoglicemia. Ela me ajudou, em muito, a diminuir as quedas, e foi a principal alimentação para aquelas horas de compulsão pelo doce (seja por causa da queda de glicose – que faz que queiramos mais glicose; seja nos momentos que o vício por açúcar fala mais alto).

A granola é uma mistura de grãos, cereais, frutas secas e sementes. Alguns produtos podem conter açúcar, por isso é importante procurar aquele que é destinado ao público com dieta restritiva (veja o post sobre diet e light). Este produto não terá açúcar, tendo, somente, os grãos, as sementes, os cereais e as frutas secas. Cada produto terá um tipo de mistura. Alguns não vêm com as frutas secas, mas sementes, cereais e grãos sempre estarão nas granolas.

Entre os grãos e cereais encontrados na granola, cevada, aveia, germe de trigo, flocos de linhaça, arroz e milho são os mais vistos. Já as frutas secas podem ser uva, maçã, banana, castanha de caju, nozes e outras. Entre as principais sementes, a linhaça e a chia são as mais conhecidas.

O melhor benefício, quando falamos de hipoglicemia, é o controle da glicemia. Por ter muitos grãos, cereais, sementes e frutas, a granola possui muitas fibras. As fibras liberam glicose de uma maneira controlada e lenta, diminuindo a velocidade que essa chega ao sangue. Quando não há concentração muito alta de glicose chegando ao sangue de uma só vez, o pâncreas não produz tanta insulina. Com menos insulina, há menos queda de glicose.

Mas os benefícios não são somente para os hipoglicêmicos. Para quem está querendo perder uns quilinhos, diminuir o percentual de gordura ou, até mesmo, melhorar o metabolismo tornando-o mais veloz (consequentemente irá emagrecer mais rápido), este alimento é uma ótima pedida.

Para começar, a diminuição da concentração de glicose e insulina no sangue faz com que as células diminuam a resistência, permitindo a maior captação de glicose. Isso faz com que a insulina leve menos glicose para as reservas corporais, ou seja, menos gordura localizada.

As fibras, além de controlar a velocidade que a glicose cai no sangue, também causam saciedade. Grande parte delas não é metabolizada pelo organismo, tornando-se bolo fecal, ou seja, sendo excretada pelas fezes. Isso faz com que nos alimentemos de uma grande quantidade, contudo esta não é assimilada pelo corpo, causando saciedade, porém sem engordar.

Estes benefícios são buscados pela maioria dos atletas, por isso sendo tão SLIED2401difundido o consumo da mesma. Estes, normalmente, buscam por mais calorias nas refeições, atrelado a diminuição do percentual de gordura, por isso adicionam outros ingredientes à granola. Açaí e abacate são algumas das frutas que são adicionadas à granola para que esta fique hipercalórica. Entretanto, para as pessoas que não estão querendo uma dieta mais calórica, é possível comer a granola com outros alimentos, como iogurte desnatado sem açúcar, leite desnatado, entre outros. Eu, particularmente, adoro iogurte zero batido

About these ads